Tipos de açúcar

Tipos de açúcar

acucar

Apesar do açúcar refinado vindo da cana-de-açúcar ser o mais comum nos lares brasileiros, existe uma variedade enorme do adoçante natural pelos mercado. As diferenças entre eles não se resume à matéria prima, que além da cana pode ser a beterraba, milho ou mandioca. O sabor, a textura e a composição nutricional também variam de acordo com os processos de refinamento pelo qual cada um dos tipos passa.

Açúcar cristal: possui grãos maiores e mais transparentes que o açúcar refinado, tornando-o mais difícil de ser dissolvido nos líquidos. As características do açúcar cristal se deve a técnica de refinamento leve, que tira cerca de 90% dos sais minerais.

Açúcar refinado: este é o açúcar branco mais comum nos supermercados. No refinamento, aditivos químicos como o enxofre deixam o produto com aparência clara e uniforme. O açúcar branco é usado em quase todas as sobremesas e bebidas, das musses ao cafezinho.

Açúcar de confeiteiro: o açúcar de confeiteiro também é conhecido como glaçucar. Os cristais são tão delicados e finos que até parecem farinha. O segredo deste ingrediente é o processo de refinamento sofisticado pelo qual ele passa. Depois, é encaminhado para uma peneiragem, durante a qual os cristais são separados de acordo com a granulometria. Antes de ir para o pacotinho, o açúcar recebe uma pequena quantidade de amido de arroz, milho ou fosfato que evita que os grãos fiquem grudados. O açúcar de confeiteiro é muito usado para decorar biscoitos e tortas.

Açúcar orgânico: do plantio à industrialização, este açúcar não utiliza ingredientes artificiais nem agrotóxicos durante o plantio da matéria prima. Visualmente, este ingrediente tem cristais mais grossos e mais escuros que os outros açúcares, mais comuns nas prateleiras dos supermercados.

Açúcar light: este açúcar surge da combinação do açúcar refinado com adoçantes artificiais, como o aspartame, que, por suas características, adoça quatro vezes mais que açúcar comum. Por isso, quem consome um cafezinho adoçado com açúcar light consome menos calorias. Porém, outras receitas devem ser adaptadas antes de usá-lo.

Açúcar líquido: este açúcar, também chamado de xarope simples, não é vendido nos supermercados e é utilizado frequentemente pela indústria alimentícia, para a fabricação de balas e refrigerantes.

Açúcar mascavo: esta variedade tem cor caramelo e mais úmida e o sabor lembra a rapadura. Estas características são conseguidas depois de extrair do cozimento e cristalização do caldo de cana-de-açúcar. Sua qualidade nutricional é bem melhor. Sem passar pelo processo de refinamento, ele conserva nutrientes como ferro e cálcio. Use o açúcar mascavo em receitas de bolos, pães e tortas.

Açúcar demerara: o processo de produção deste açúcar é bem parecido com o açúcar mascavo. Porém, o açúcar demerada passa por um processo de refinamento leve, durante o qual não recebe nenhum aditivo químico. Usado no preparo de doces mais sofisticados, este é um dos açúcares mais caros do mercado.

Açúcar vanille: este tipo de açúcar tem um leve sabor de baunilha. É o tipo de açúcar perfeito para preparar biscoitinhos caseiros e bolos simples. Porém, pode ser difícil encontrar este ingrediente em algumas regiões do país.

Xarope invertido: esta variedade é uma mistura de três tipos de substâncias adoçantes. Com 1/3 de glicose, 1/3 de frutose e 1/3 de sacarose, é uma solução aquosa, fácil de ser armazenada. Também é muito utilizado na indústria alimentícia por agir contra a cristalização nos alimentos já preparados. Frutas em calda, sorvetes, balas e caramelos, licores, geleias, biscoitos levam o ingrediente em sua composição.

Anúncios
Bicho geográfico

Bicho geográfico

pes

O verão é a época do ano em que mais observamos casos de bicho geográfico cujo nome médico é larva migrans.

Gatos e cães que tenham o verme no seu intestino, ao evacuarem, eliminam ovos que se depositam no solo ou areia. Em condições adequadas esses ovos eclodem e liberam microlarvas que podem infectar a pele. Aflitivo, não é?! Praias e tanques de areia são áreas com maior risco para contaminação. Daí a importância de evitar a presença de animais nesses locais.

As lesões no inicio são inespecíficas: pequenas bolinhas vermelhas, agrupadas, que coçam. Após alguns dias, no entanto, a larva vai migrando, formando túneis embaixo da pele que levam ao aspecto típico de lesões lineares angulares, semelhantes ao contorno de um mapa e daí o nome geográfico. Nessa fase, costumam coçar muito. As áreas mais afetadas são as de contato com o sol, portanto, pés, pernas e nádegas.

O tratamento depende da extensão do quadro. Em casos leves é feito com pomada de tiabendazol e nos disseminados é necessário medicação por via oral.

Filme: O renascimento do parto

Filme: O renascimento do parto

Image

O último CineMaterna que fui, foi para assistir o documentário Renascimento do Parto, dirigido por Eduardo Chauvet. O longa contou com a pesquisa, roteiro e produção de Érica de Paula, que é formada em psicologia pela Universidade de Brasília, tem formação em Medicina Tradicional Chinesa, é professora de acupuntura aplicada à ginecologia e doula, profissional que acompanha o perinatal dando apoio emocional e físico à mulher em trabalho de parto.

O filme retrata a grave realidade obstétrica mundial e, sobretudo brasileira, que se caracteriza por um número alarmante de cesarianas ou de partos com intervenções traumáticas e desnecessárias, em contraponto com o que é sabido e recomendado hoje pela ciência. Tal situação apresenta sérias conseqüências perinatais, psicológicas, sociais, antropológicas e financeiras. Através dos relatos de alguns dos maiores especialistas na área e das mais recentes descobertas científicas, questiona-se o modelo obstétrico atual, promove-se uma reflexão acerca do novo paradigma do século XXI e sobre o futuro de uma civilização nascida sem os chamados “hormônios do amor”, liberados apenas em condições específicas de trabalho de parto.

O Renascimento do Parto conseguiu arrecadar R$ 142.351,00 por meio de crowdfunding e assim viabilizar o lançamento do documentário nos cinemas. A minha opinião é a seguinte: gostei muito do documentário. Até porque tudo que possa me acrescentar de informações, me interessa. O fato, é que eu evito falar sobre esse assunto porque sinto que muitas pessoas, principalmente as que participam de comunidades na internet, são super radicais. Querem impor sua opinião de qualquer forma, como se a opinião delas fosse a única verdade existente. E isso não é só quanto ao tipo de parto, mas amamentação etc.

Me cansei de ver algumas mães relatando sua experiência e pedindo ajuda, em alguma comunidade, e estas sendo quase apedrejadas em praça publica pelas outras mães. Que vergonha alheia! que falta de sensibilidade e solidariedade. Cansei de falta de respeito e sai de todos as comunidades que participava! Parece que as pessoas não aprendem de uma vez por todas, que nem sempre o que é melhor para o seu filho não é para o meu. Cada um tem o direito de dar sua opinião, mas com ela tem que vir o mínimo de educação também.

Eu acho lindo quem tem parto normal. Quando soube que estava grávida fui ver vídeos, pesquisei, procurei um médico etc. Mas ao longo do tempo optei pela cesárea. Sim…eu realmente acho que muitos médicos nos induzem a fazer uma cesárea: por comodidade, por ficarem horas e horas à disposição da grávida e entretanto, receberem super mal para isso etc. Absurdo?? sim!! e claro, existem ainda mulheres que por medo, complicação na gravidez ou por falta de vontade mesmo, não querem ter um parto normal.

Acredito que o deve ser válido, nesse debate todo é a vontade da grávida. Se ela sempre desejou ter um parto normal e se ela tem condições para realizar esse procedimento, ótimo! o médico tem o dever de acompanha-la e apoiar a sua vontade. Caso queira realizar uma cesárea, o medico deveria lhe informar sobre os dois tipos de parto, e por fim ela que decida. O que não pode é uma mulher, que já está super sensível, se sentindo cansada, estando cheia de medos, duvidas, receios e querendo o bem do seu maior tesouro ser enganada e “obrigada” a ser submetida a algo que ela nunca quis ou desejou. Porque isso sim, traz danos ao bem estar dessa mulher e desse bebê. Grávidas devem ser respeitadas por seus médicos e familiares e ponto final. Porque tem isso também: muitas vezes a grávida deseja um tipo de parto e não é apoiada, nem pela própria família e por isso, deixa de lado sua vontade para agradar os demais. O resultado são mulheres frustradas, se sentido culpadas e se achando menos mãe por isso.

 

 

 

Livro: Quem ama, educa – Içami Tiba

Livro: Quem ama, educa – Içami Tiba

livro

Não me lembro de ter perdido, uma única vez que fosse a paciência com meus filhos. Tenho milhares de defeitos, mas realmente fui abençoada com o dom da paciência quase infinita com crianças. Eles ainda são bebês, mas o Henrique agora com dois anos já tem seus ataques de birra, teimosia etc. Mas mesmo assim, não me atinge. O problema é que diante das mães e pais, que me rodeiam…eu acabo me questionando se estou sendo muito permissiva com meus filhos.

Vejo minhas vizinhas, que tem filhos com a mesma idade que os meus, educando seus filhos de forma mais rígida: brigam, botam de castigo, dão até alguns tapas… Pois bem, e eu persisto em continuar do meu jeito: com paciência, paciência e paciência…posso estar errada, muito errada mas, para mim, ele ainda é um bebê. Está começando a vida agora, aprendendo a discernir o certo do errado e cá entre nós…pelo menos o meu, não faz nada tão errado que mereça uns tapas ou ficar de castigo. Ele quer brincar, desvendar o que o rodeia. Mas aí vem aqueles pais que me dizem: ” quando meu filho joga alguma coisa no chão, que não pode, o coloco de castigo”. “Se fizer tal coisa, dou uns tapas e o coloco sentando etc”. “Se você não colocar rédeas nele, ele vai achar que pode fazer tudo que quer e não vai te obedecer nunca mais”.

Mas será que devo fazer isso mesmo?? bater, castigar etc. só para mostrar autoridade, para mostrar para ele que quem manda aqui sou eu e que ele deve me obedecer. Não sei..!!

Claro, que tudo tem um limite; que ele não pode fazer só o que quer…óbvio que as vezes falo: NÃO de uma forma mais séria e isso basta, para ele abrir o berreiro e me pedir desculpas. Mas bater, acho demais!! Me desculpem, os que realmente seguem esta linha. Podem me acusar de estar deseducando-o!! mas vou continuar dando carinho, carinho e mais carinho. Enquanto ele for bem pequeno vou tentar direciona-lo pela conversa; desviar seu foco do que não pode para algo permitido etc.

Estou lendo o livro Quem ama, educa! Muito bom!! Este livro tem o objetivo de devolver para a família a responsabilidade de educar os filhos, hoje atribuída à escola, dada a nova dinâmica familiar e profissional da sociedade ocidental. O autor se propõe a ajudar os pais nessa empreitada reforçando a importância de valores e atitudes como limites e diálogo. Ressalta também que os pais devem se sentir tranquilos em relação à educação dada a seus filhos na medida em que lhes transmitem a responsabilidade pela própria felicidade dando-lhes a autonomia de que eles certamente precisarão na vida adulta. Por fim, fica marcada a idéia de que os pais têm de garantir uma boa educação, que fizeram à sua parte da melhor maneira e assim contribuir para que seus filhos sejam felizes.

Fica a dica, de leitura!

Móveis que viram brinquedos

Móveis que viram brinquedos

A dica de hoje será de decoração! Encontrei umas ideias bem criativas de como transformar móveis velhos em brinquedos! Muitas vezes não sabemos o que fazer com aquela peça antiga, mas se usarmos um pouco a imaginação conseguimos reaproveitá-la em algo que as crianças vão amar!
Deem só uma olhada nessa cozinha para quarto de meninas. Que coisa mais fofa!! Foi criada a partir de um móvel velho e sem graça!

brinquedo4

brinquedo6

brinquedo7

brinquedo

brinquedo2

brinquedo3

Nosso réveillon

Nosso réveillon

ano novo

Como foi o réveillon de vocês, Mães de Plantão?? espero que tenham aproveitado bastante. O nosso foi bem tranquilo mas muito bom. Uma leitora querida, do blog, tinha me pedido para dar algumas dicas para que os filhotes ficassem acordados até meia-noite e aguentassem firmes, acordados e calmos…difícil né? Como estive sumida, até porque passei o final de ano em São Paulo, não escrevi sobre este assunto. Até porque também não sou uma expert no assunto né? o que posso fazer agora, para remediar a situação, é contar para vocês como foi a nossa virada de ano.

Passamos em Guarapari- ES e como temos apartamento lá, fica tudo mais fácil. Eu, particularmente, não forço a barra para que meus filhos fiquem acordados durante a virada. Acho que o sono deles vem sempre em primeiro lugar. Tanto é que os dois dormiram na virada. Só o Henrique que acordou chorando, assustado por conta dos fogos de artificio, já o caçula continuou curtindo seu sonho. Mas isso é normal,os fogos de artifícios podem irritar os bebês e os que vivem em ambientes mais quietos podem se assustar mais. Aquele choro compulsivo pode aparecer. O bom é leva-lo para um lugar tranquilo até acalmá-lo.

Se o Henrique estivesse acordado explicaria para ele o por que é legal ele curtir com a gente, que o céu vai brilhar!!! Ficaria abraçadinha com eles na contagem regressiva e os beijaria muito à meia-noite e claro, pularia as sete ondinhas com eles. Não foi dessa vez, quem sabe ano que vem?

Mas a dica para quem quer os filhos acordados é sempre tentar coloca-los para tirar um cochilo depois do almoço.
Outra dica é dar um jantar leve para seu filho, como por exemplo, um macarrão com molho de tomate! Sustentará e ele não ficará pesado.

É impressionante como esta época do ano o clima é quente. Portanto, cuidei de hidratar meus babys com bastante água, suco etc. além de escolher roupas confortáveis!

O mais importante quando penso em escrever dicas, é sempre frisar na importância de respeitar nossos filhos. Quando ele desacelerar, é melhor ir para casa! Se ele dormir no caminho, tire os seus sapatos e troque a roupa e a fralda. Se for maior, leve-o ao banheiro. Caso esteja agitado, dê um banho e um leitinho e leve-o para a cama!
Fique de bom humor e seja paciente. Se seu filho ficar irritado, é porque está incomodado!! Passe boas energias para o pequeno!

Beijos!!!