Depressão pós parto nos papais

Padrão

Até algum tempo atrás, a depressão pós parto era considerada privilégio das mamães. Mas, nos dias atuais, onde o pai não somente precisa trazer o sustento para a criança mas sim, ser um pai presente e participativo em todas as fases da vida dos filhos, as chances de ele desenvolver uma depressão em consequência das drásticas mudanças que um bebê traz para a vida do casal, aumentaram e muito. Um estudo recente publicado no Journal Of American Medical Association revelou que cerca de 10% dos pais sofrem depressão após o nascimento do bebê.

O que acontece é que, a atenção da mulher que antes era exclusiva do maridão, agora é quase que exclusividade do filho. Por este motivo, muito papais acabam se sentindo “excluídos” desta relação e ficam deprimidos. A dificuldade em lidar com os sentimentos ambivalentes, as mudanças de humor e a sensação de não estar sendo um pai completo, ocasionam a depressão pór parto nos homens.

Fiquem atentos aos sintomas para reconhecer a depressão nos papais:

  • Falta de Apetite;
  • Distúrbios do sono (mesmo que o bebê durma bem);
  • Sentir-se um péssimo pai;
  • Ansiedade e nervosismo;
  • Perda da libido;
  • Pouco interesse ou prazer pelas atividades cotidianas.

O importante nesta situação, é que o pai que se sentir deprimido não deve ter receio de procurar ajuda especializada. A depressão pós parto se combate através de muita conversa para expor todos os pontos. O apoio da esposa, do restante da família e dos amigos, é fundamental.

Fonte: Revista Materlife.

Anúncios

Sobre Mães de Plantão

Sou jornalista de formação, blogueira por paixão, esposa e full time mom de uma belíssima dupla: Henrique e Joaquim; uma mamãe ocupada por opção e de coração! Mães de Plantão é um blog com conteúdo voltado especialmente para mães, gestantes ou ainda, apenas simpatizantes desse grande projeto de vida chamado “ter filhos”. Logo que me tornei mãe, surgiu a vontade de compartilhar dicas e informações que fossem úteis para outras mães, com opiniões colocadas de uma forma bem direta, leve, descontraída e acima de tudo, honesta. Todo o conteúdo é criado e selecionado com muito carinho antes de ser publicado porque sei o quanto ficamos felizes e aliviadas quando encontramos alguém para dividir os mesmos dilemas deste, imenso,universo infantil.. Este blog serve para ajudar as mães de primeira viagem que assim como eu, sonharam por este momento único em suas vidas e querem dar o melhor de sí para este novo ser, que de alguma forma nos torna uma pessoa melhor a cada dia. Tornam sim, não por mágica. Tornam-nos melhores porque se não queremos que gritem não podemos gritar. Porque se não queremos que mintam não podemos mentir. Porque temos de cumprir o que prometemos se queremos que o façam algum dia. Aprendemos depressa que se queremos que não façam não podemos fazer. Sim, os filhos têm esse dom. O dom de nos obrigarem a pensar no que fazemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s