Para as mamães: dicas para entrar em forma com seu bebê depois da gravidez

Padrão

Só quem já foi mãe entende como é difícil pensar em si mesma quando se tem um bebê. Apesar de lindos, eles exigem todo o seu tempo e atenção e, mesmo quando não dão trabalho nenhum, você quer ficar por perto. O problema é que, se não nos cuidarmos também, nossa auto-estima vai embora em segundos – e com ela o casamento, o trabalho… O jeito é se exercitar sem desgrudar do seu filhote. Quer saber como?

O personal trainer José Alexandre Filho, autor do programa de exercícios que deu origem ao livro “Em forma com seu bebê”, de Mirian Clark, explica que o segredo é aproveitar a rotina de mamãe para entrar em forma.

Como o recém-nascido exige atenção 24 horas por dia, não dá para fugir para a academia ou para o parque sozinha. Depois de liberada pelo seu ginecologista para praticar exercícios físicos, monte uma planilha com o seu bebê. O ideal é alternar diariamente caminhada e musculação, alongando antes e depois de cada exercício.

Mas o corpo não se recupera naturalmente? Quase. Após o parto, a distensão da pele pode causar estrias e flacidez, a queda dos hormônios pode deixá-la emocionalmente instável (levando-a a comer mais ou a se sentir feia) e o útero ainda dilatado faz com que a postura permaneça como na gravidez: barriga para a frente e bumbum para dentro. Não dá para ficar assim, dá? Portanto, vamos aos exercícios:

Você pode fazer a caminhada com o carrinho do bebê, fora do horário de sol (antes das 10h e depois das 17h) e em ritmo constante, parando sempre que precisar atender ao pequeno. Não se preocupe: esses intervalos não vão prejudicar o resultado, contanto que o tempo total de caminhada seja o planejado (45 min é um bom tempo).

Para a musculação, use os objetos do dia-a-dia: pacotes de fraldas e de lenços umedecidos podem ser ótimos pesinhos! Abdominais e agachamentos podem ser feitos normalmente no próprio quarto do bebê, usando a poltrona e o berço como apoios. Carregar o bebê também será um ótimo exercício para os braços, mas fique atenta à postura para não forçar a coluna.

Uma grande preocupação das mulheres após o parto é a elasticidade da musculatura do períneo, mas ela pode ser fortalecida com alguns exercícios. A dica é contrair e relaxar a região em séries de ritmos regulares, pelo menos três vezes ao dia. Alterne movimentos lentos e rápidos para um melhor resultado.

Vale lembrar que a prática de exercícios não prejudica a amamentação: muito pelo contrário, eles ajudam a relaxar, facilitando o processo. Além disso, amamentar é importante para criar um vínculo com a criança, e ainda contrai o útero, fazendo com que ele volte ao tamanho normal.

Para montar uma série adequada para você, consulte seu personal ou dê uma olhada no livro. O importante é não deixar de se cuidar.

Fonte: http://cristianaarcangeli.com.br

Anúncios

Sobre Mães de Plantão

Sou jornalista de formação, blogueira por paixão, esposa e full time mom de uma belíssima dupla: Henrique e Joaquim; uma mamãe ocupada por opção e de coração! Mães de Plantão é um blog com conteúdo voltado especialmente para mães, gestantes ou ainda, apenas simpatizantes desse grande projeto de vida chamado “ter filhos”. Logo que me tornei mãe, surgiu a vontade de compartilhar dicas e informações que fossem úteis para outras mães, com opiniões colocadas de uma forma bem direta, leve, descontraída e acima de tudo, honesta. Todo o conteúdo é criado e selecionado com muito carinho antes de ser publicado porque sei o quanto ficamos felizes e aliviadas quando encontramos alguém para dividir os mesmos dilemas deste, imenso,universo infantil.. Este blog serve para ajudar as mães de primeira viagem que assim como eu, sonharam por este momento único em suas vidas e querem dar o melhor de sí para este novo ser, que de alguma forma nos torna uma pessoa melhor a cada dia. Tornam sim, não por mágica. Tornam-nos melhores porque se não queremos que gritem não podemos gritar. Porque se não queremos que mintam não podemos mentir. Porque temos de cumprir o que prometemos se queremos que o façam algum dia. Aprendemos depressa que se queremos que não façam não podemos fazer. Sim, os filhos têm esse dom. O dom de nos obrigarem a pensar no que fazemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s