Etapas do crescimento afetivo

Etapas do crescimento afetivo

Até os 6 meses

Dependência total absoluta, fisiológica e afetiva, durante a qual o bebê ainda não tem condições de tomar consciência dos cuidados maternos e não diferencia necessidade de falta.

Entre 6 e 18 meses

É o tempo de dependência relativa. Quando a mãe se ausenta, o bebê chora, pois aparece a angústia, sinal de que ele percebe sua dependência. A criança começa a existir como sujeito e percebe uma diferença entre si mesma e o outro.

A partir dos 2 anos

Por ter introjetado a imagem e os cuidados maternos, a criança obterá a independência – muito relativa, claro- graças, sobretudo, à aquisição da linguagem.

Fonte: Revista Pais & Filhos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s