Seu filho é “bonzinho” demais?

Seu filho é “bonzinho” demais?

O altruísmo, é claro, deve ser valorizado, mas a criança também precisa entender que alguns podem passá-lo para trás por isso. Em primeiro lugar, tente perceber se ela é caridosa ou passiva. A primeira é desapegada de coisas materiais e não se arrepende de ter dado um brinquedo novo a outra criança, por exemplo. Não há problema nisso, desde que ela aprenda que certos objetos são especiais. Ela também tem de entender que não é legal oferecer dinheiro para crianças no semáforo. Como alternativa, que tal deixar alguns brinquedos ou roupas usadas no carro para ela doá-los a quem sentir vontade?

No caso das crianças submissas, a doação acontece não por vontade própria, mas porque ela se sente acuada e não consegue dizer não. Um exemplo clássico é a criança voltar para casa sem canetas no estojo da escola com frequência. Muitas vezes, ela pode até sentir vergonha de contar aos pais o motivo do sumiço de suas coisas. Lembre a ela que, para ser aceito em um grupo, não é preciso ceder a toda hora.

Para as duas situações, o termômetro é o mesmo: se o comportamento prejudicar a criança, é hora de buscar ajuda profissional.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s