Os resfriados

Os resfriados

Image

Por resfriado explica-se uma série de perturbações, que vão desde um simples corrimento no nariz (coriza), bronquite, gripe, até mesmo à pneumonia. O tipo comum, que é o resfriado, é acompanhado de coriza, verificável desde o primeiro dia, e que pode ser muito preocupante. Podendo acarretar febre, com todos os seus inconvenientes (diarréia, inapetência), dificultar a respiração normal, pela obstrução das fossas nasais, impedindo o ato de mamar pela sufocação provocada. O resfriado deve ser evitado o máximo possível, não pelo que representa, mas pelas suas consequências, sendo geralmente responsáveis por complicações futuras, como bronquites, otites e pneumonias.

Os falsos resfriados

Tem sido verificado que, na maioria das vezes, os resfriados não são infecciosos e sim consequentes de uma alergia, com tendência crônica e resistente aos medicamentos habituais. Deve ser procurada a causa da alergia, que muitas vezes provém de certos tipos de tecidos, especialmente feitos de lã.

Como evitar os resfriados

Como toda doença infecciosa , o processo de infecção é o contágio. Estando uma pessoa resfriada, ela não deve se aproximar do bebê, muito menos segurá-lo ou debruçar-se sobre o mesmo para falar. Caso seja impossível evitar o contato, a pessoa deverá desviar sua face da criança, ou simplesmente colocar um lenço no rosto, no qual se teve o prévio cuidado de borrifar álcool. Esta prática dá excelentes resultados, e se as pessoas tiverem a cautela de se munirem desta “máscara” todas as vezes que se aproximarem do bebê, ele terá todas as probabilidades de não adoecer. Evite aglomerações, cerimônias religiosas, aniversários.

As bronquites

Geralmente ao resfriado segue-se a tosse. A bronquite, nos bebês monores de seis meses, deve ser sempre vista com cuidado, pela facilidade de se agravar, passando à bronquiolite.Toda tosse que vier acompanhada de febre merece atenção e exige a imediata intervenção do pediatra, não devendo a mãe tentar tratá-la com xaropes etc. Os xaropes, antes de um ano de idade, não são recomendados, exceto quando forem prescritos pelo pediatra, pois contêm açúcar, que, por sua fermentação, pode causar diarréia. O rémédio deverá ser prescrito pelo pediatra, e variará com a idade e o estado pulmonar do bebê.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s