Direitos dos pais e da criança

Padrão

Image

A mãe tem direito a :

  • Ter acompanhante de sua escolha no pré-parto, parto e no quarto.
  • Ter a criança so seu lado no quarto.
  • Receber orientações sobre a amamentação e sua vantagens (Na Gran Mater, o pessoal que promove o curso de gestantes do HPM foi lá orientar todas as mães).
  • No momento da alta, receber orientações sobre quando e onde deverá fazer a consulta de pós-parto e de acompanhamento do bebê.
  • Licença-maternidade de 120 dias ou mais, dependendo de onde a mãe trabalha.
  • Estabilidade no emprego até cinco meses após o parto.
  • Dois períodos de meia hora por dia, durante a jornada de trabalho, para amamentar seu bebê até os seis meses.

O pai tem direito a :

  • Licença- paternidade de cinco dias, contados a partir do nascimento do bebê.

Direitos da criança:

  • Ser registrado gratuitamente.
  • Realizar o teste do pezinho, idealmente entre o 3º e 7º dia de vida.
  • Ter acesso a serviços de saúde de qualidade.
  • Ter acesso à escola pública e gratuita perto do lugar onde mora.
  • Receber gratuitamente as vacinas indicadas no calendário básico de vacinação.
  • Ter acesso à água potável e alimentação adequada.
  • Ser acompanhada em seu crescimento e desenvolvimento.
  • Ser acompanhada pelos pais durante a internação em hospital.
  • Viver num lugar limpo, ensolarado e arejado.
  • Ter oportunidade de brincar e aprender.
  • Viver em ambiente afetuoso e sem violência.

Seria tão bom…se todas as crianças tivessem acesso a isso tudo 😉 Mas a realidade é outra, a criança que usufrui de todos os itens citados, é tida como uma criança sortuda e não deveria ser assim, não é mesmo?O próprio nome já diz: é um direito.

Anúncios

Sobre Mães de Plantão

Sou jornalista de formação, blogueira por paixão, esposa e full time mom de uma belíssima dupla: Henrique e Joaquim; uma mamãe ocupada por opção e de coração! Mães de Plantão é um blog com conteúdo voltado especialmente para mães, gestantes ou ainda, apenas simpatizantes desse grande projeto de vida chamado “ter filhos”. Logo que me tornei mãe, surgiu a vontade de compartilhar dicas e informações que fossem úteis para outras mães, com opiniões colocadas de uma forma bem direta, leve, descontraída e acima de tudo, honesta. Todo o conteúdo é criado e selecionado com muito carinho antes de ser publicado porque sei o quanto ficamos felizes e aliviadas quando encontramos alguém para dividir os mesmos dilemas deste, imenso,universo infantil.. Este blog serve para ajudar as mães de primeira viagem que assim como eu, sonharam por este momento único em suas vidas e querem dar o melhor de sí para este novo ser, que de alguma forma nos torna uma pessoa melhor a cada dia. Tornam sim, não por mágica. Tornam-nos melhores porque se não queremos que gritem não podemos gritar. Porque se não queremos que mintam não podemos mentir. Porque temos de cumprir o que prometemos se queremos que o façam algum dia. Aprendemos depressa que se queremos que não façam não podemos fazer. Sim, os filhos têm esse dom. O dom de nos obrigarem a pensar no que fazemos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s