Como tirar mancha de sangue

Como tirar mancha de sangue

roupa-colorida-varal

Ei pessoal, tudo bem?

semana passada levei meu filho mais novo no futebol do irmão, e lá resolveu fazer uma aula experimental. Depois de alguns minutos, o professor sai do campo de futebol com ele sangrando muitooo. Ele cuspia sangue e claro, que bateu aquele frio na espinha porque não dava para saber a gravidade da situação. Quanto mais água ele colocava na boca, para cuspir, mais sangue saia. Pois bem, no fim das contas, ví que ele tinha cortado a língua pois tinha feito um carrinho e o joelho dele, bateu no próprio queixo. Contei a história, para chegar no motivo pelo qual escrevo este post. A camisa do uniforme ficou completamente suja de sangue. Quando cheguei em casa, fui dar um banho nele, colocar uma pomada anestésica na língua etc..e quando coloquei a camisa para lavar, o sangue não saiu. Depois de lavar, umas três vezes, resolvi pesquisar : como tirar mancha de sangue das roupas e agora, passo as dicas para vocês.

Seja lá qual for a origem da sujidade, a dica de ouro de como tirar mancha de sangue é agir rapidamente: quanto mais rápida for a remoção, mais fácil será.

Outra boa dica é evitar usar água quente para remover as manchas, pois o sangue é composto por proteínas que, em contato com o calor, pode fazer com que a sujidade se fixe mais ainda no tecido. Por isso, nem pense em passar ferro quente sobre a área.

Procedimento

  • Depois de deixar a peça de roupa de molho na água fria;

  • Estenda a peça em uma superfície e coloque sal (quantidade desejada) em cima da mancha de sangue e deixe-o agir por 20 minutos;

  • Após esse período, no mesmo recipiente da água fria, lave a área manchada com sabão neutro líquido. Esfregue bem até a mancha desaparecer. (Esse método funciona também em jeans).

 Dica 2 | Sabonete de coco

Você vai precisar de:

  • Sabonete de coco em barra;

  • Escova de dente;

  • Pano limpo;

  • Água fria.

Procedimento:

  • Umedeça a barra de sabonete e esfregue sobre a mancha. Faça isso por um minuto;

  • Deixe a espuma do sabonete agir no tecido por 10 minutos;

  • Umedeça o pano e retire o excesso de sabonete do tecido;

  • Se precisar, utilize a escova de dente para auxiliar na remoção, mas utilize-a suavemente;

  • Para finalizar, lave o tecido (roupa de cama, roupa) na máquina de lavar.

     Esse método funciona também para manchas no sofá ou colchão. Se atente apenas ao tipo de estofado e verifique se pode esfregá-lo.

     

 Como tirar mancha de sangue seco

 Mas como tirar mancha de sangue seco? Sim, saiba que se você não realizar a remoção rapidamente, o procedimento de limpeza vai ser um pouquinho mais difícil, mas nada impossível. Vamos lá?

 Dica 3 | Água oxigenada

 Utilize a água oxigenada para remover a mancha como último recurso, pois não é recomendado utilizar este produto muito concentrado (acima de 10 volumes), pois pode danificar seu tecido.

 Você vai precisar de:

  • Água oxigenada 10 volumes;

  • Pano limpo.

Procedimento:

  • Coloque a água oxigenada sobre a mancha e, conforme vai surgindo espumas, a mancha vai saindo (de 30 a 60 segundos);

  • Talvez você tenha que repetir o processo mais de uma vez;

  • Com o pano, dê leves batidas na área para ajudar na absorção da mancha;

  • Umedeça o pano com água fria e esfregue suavemente a área;

  • Deixe secar naturalmente.

Sempre que usar água oxigenada em qualquer tecido (estofado ou colchão), faça um teste em uma área menor da superfície para certificar que nada será danificado.

 Caso você opte por não usar água oxigenada, uma outra alternativa eficiente é: água com gás, seguimento o mesmo procedimento anterior.

 Dica 4 | Bicarbonato de sódio

As propriedades química do bicarbonato de sódio facilitam a remoção das proteínas de sangue, além de ser uma opção mais segura e barata que a água oxigenada.

Você vai precisar de:

  • Bicarbonato de sódio;

  • Recipiente;

  • Pano limpo;

  • Água fria.

Procedimento:

  • Em um recipiente, misture bicarbonato de sódio na água fria na proporção de 1:2;

  • Umedeça um pano na solução e esfregue bem a área manchada;

  • Deixe a solução agir por 30 minutos;

  • Em seguida, umedeça outro pano na água fria e remova o excesso;

  • Deixe secar naturalmente.

Anúncios
‘licença-paternidade’ para avós maternos

‘licença-paternidade’ para avós maternos

avós

 

No dia 5 de junho, deputados aprovaram um projeto que cria uma espécie de “licença-paternidade” para avós maternos em caso de nascimento de neto cujo nome do pai não tenha sido declarado. A proposta também estabelece que mulheres doadoras de leite materno terão direito a um dia de folga por mês, sem prejuízo do salário. A proposta aprovada seguiu uma análise do Senado Federal.

O projeto acrescenta novos artigos à Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), sancionada em 1943 durante o governo Getúlio Vargas, para permitir que a avó materna ou o avô materno tenham o direito a cinco dias de licença, sem prejuízo do salário, quando o nome do pai do neto não for declarado. O prazo passa a contar a partir do dia do nascimento da criança e vale para o empregado que for declarado acompanhante da mãe.

Atualmente, os cinco dias de licença são concedidos apenas ao pai dos recém-nascidos. Em 2016, a então presidente Dilma Rousseff sancionou lei aumentando a licença-paternidade para 20 dias. Nem todos os trabalhadores da iniciativa privada, contudo, tem direito ao período maior. Só podem desfrutar dos 20 dias funcionários de empresas que fazem parte do Programa Empresa Cidadã.

Muitos pais tem entrado na Justiça para ampliar o período de licença-paternidade. Já foram concedidos até seis meses de benefício – todos eles em casos de pais de gêmeos. Os homens que só têm direito a cinco dias de licença também movem ações para estender o prazo por mais 15 dias.

O projeto aprovado também dá a mulheres doadoras de leite um dia de licença enquanto estiverem doando. Também prevê que as trabalhadoras que doarem leite materno durante a licença-maternidade terão direito a gozar esses dias extras de folga cumulativamente após o término da licença. Até então, a CLT não trazia nenhum benefício de licença para doadoras de leite materno.

 

Dia Nacional do Teste do Pezinho

Dia Nacional do Teste do Pezinho

matpezinho-credito-mariana-lopes3

No dia 6 de junho, comemora-se o Dia Nacional do Pezinho, e é importante destacar que o exame é gratuito e obrigatório, devendo ser realizado em todo e qualquer recém-nascido, preferencialmente, entre o terceiro e o quinto dia de vida do bebê. Por meio do teste, é possível diagnosticar doenças de forma precoce e iniciar o tratamento rapidamente. Se o resultado estiver alterado, a família e o ponto de coleta são contatados e o bebê é reconvocado para fazer novos exames que podem confirmar ou excluir o diagnóstico.

Confira a lista de doenças que podem ser detectadas por meio do teste do pezinho:

Hipotireoidismo congênito

Ocorre quando a tireoide do bebê não produz ou produz menis que o normal o hormônio tireoidiano (T4), essencial para o desenvolvimento da criança.

Fenilcetonúria

É provocada por um erro inato do metabolismo caracterizado pelo acúmulo da fenilalanina no sangue.

Doença falciforme e outras hemoglobinopatias

São doenças de herança genética em que há alteração da forma ou na quantidade de hemoglobina, componente essencial do sangue que transporta o oxigênio para os tecidos.

Fibrose Cística

Doença genética hereditária em que há o acúmulo de secreções nos pulmões, trato digestivo e em outras áreas do corpo.

Deficiência de biotinidase

Causada por erro inato do metabolismo que leva a um defeito na produção da enzina biotina.

Hiperplasia adrenal congênita

Engloba um conjunto de alterações genéticas caracterizadas por diferentes deficiências enzimáticas na produção de hormônios nas glândulas suprarrenais (localizadas logo acima dos rins).

Lei da Cadeirinha

Lei da Cadeirinha

cadeirinha-como-usar

 

Em vigor no Brasil desde 2010, a Lei da Cadeirinha ajudou proteger milhares de crianças de acidentes de trânsito no país à fora. A legislação determina o uso obrigatório de bebê-conforto, poltrona de elevação (a famosa cadeirinha) e assento de elevação para o transporte das crianças no carro, dependendo da idade. Mas qual é o modelo mais indicado para cada faixa etária?

Medidas de idade e peso

Para garantir a segurança e a fiscalização, a resolução estabeleceu algumas medidas de idade e peso das crianças transportadas:

  • até um ano de idade devem ser transportadas em bebê conforto e de costas para o motorista;

  • entre 1 e quatro anos devem ser transportadas na cadeirinha adequada ao peso e altura;

  • entre 4 e 7 anos e meio devem ser transportadas no assento de elevação,

  • entre 7 anos e meio e 10 anos devem ser transportadas no banco traseiro.

Quais veículos devem obedecer a lei?

As regras da lei da cadeirinha não se aplicam aos veículos usados para fazer transporte coletivo, táxis, carros de aluguel ou veículos com peso superior a 3,5 toneladas.
Nos veículos escolares, de acordo com a resolução nº 541/2015, devem ser utilizados os dispositivos de retenção que sejam adequados a idade e peso das crianças.

Infração de trânsito

Quem transportar crianças fora das regras estabelecidas pela resolução poderá ser penalizado por infração ao art. 168 do Código de Trânsito. A infração é considerada gravíssima, com perda de 7 pontos na carteira de motorista, pagamento de multa e retenção do automóvel até a regularização da situação.

Quem não precisa seguir a regra

São casos de exceção às regras da lei da cadeirinha:

  • se a quantidade de crianças for maior que a capacidade de lotação do banco traseiro do carro será permitido que a criança mais alta seja transportada no banco da frente, sempre presa ao cinto de segurança;

  • nos carros que só existe banco dianteiro o transporte de crianças poderá ser realizado neste banco, com uso do dispositivo de retenção adequado ao peso e altura da criança;

  • se o carro possuir air bag  no banco da frente: a criança poderá ser transportada nesse banco, com o assento na última posição de recuo e com o dispositivo de retenção adequado ao peso e altura.

5 dicas para baixar a febre sem usar medicamentos

5 dicas para baixar a febre sem usar medicamentos

Febre-758x433

 

Basta notar algo de diferente no estado geral dos filhos para que a mãe leve uma das mãos à testa dos pequenos, meça a temperatura e diagnostique com precisão: febre.

A temperatura do corpo humano é ajustada para manter os órgãos internos em torno de 37° C, mas quando o organismo tem de combater algum agente que o agride, como vírus ou bactérias, ele pode liberar substâncias que agem no termostato, fazendo-o elevar a temperatura do organismo 2 ou 3  graus Celsius acima do valor habitual.

A forma mais confiável de aferir a temperatura é medi-la por via oral ou retal. Em crianças, a maioria dos médicos classifica como febre a temperatura retal acima de 38° C, mas alguns consideram febre temperatura retal acima de 37,7° C ou 38,3° C. A temperatura axilar varia de 0,4° C a 0,8° C mais baixo que a temperatura retal.

A maior parte das pessoas recupera-se de febres comuns naturalmente, com o tempo, conforme o sistema imunológico age. Mas como o estado febril traz sintomas desagradáveis, muitos apelam para medicamentos desnecessariamente. Mas existem cinco dicas simples para auxiliar na regulação da temperatura corporal sem o uso de remédios:

* Faça compressas frias no tronco e nos membros usando toalha úmida ou bolsa térmica. Mas lembre-se: caso a criança se queixe de muito frio e se sinta mal em contato com a umidade, não faça as compressas, pois elas podem piorar seu estado.

*Para cada elevação de 1º C na temperatura corporal, o consumo de energia é 12% maior que o habitual, portanto é ideal se alimentar adequadamente. É importante fazer  uma dieta leve, com alimentos de fácil digestão, para que o organismo não queime muita energia tentando digerir a comida.

* A febre acelera os batimentos cardíacos (para cada grau elevado há aumento de 15 batimentos por minuto), o que provoca maior gasto de energia. Por isso, é importante repousar e evitar sobrecarregar o organismo com atividades físicas. Isso não significa que a pessoa precise passar o dia deitada. Basta não se esforçar em excesso e descansar o máximo que conseguir.

* A velha dica de tomar banho para baixar a temperatura também é válida, porém evite a água fria. Embora ela realmente ajude a diminuir a temperatura, ela aumenta a frequência cardíaca, que já está acelerada por causa da febre. Portanto, o ideal é deixar a água morna escorrer por bastante tempo sobre o corpo, o que também contribui para seu relaxamento.

*É importante também beber bastante água. Além de hidratar o corpo, que costuma perder água durante a febre, o líquido auxilia na regulação térmica do organismo.

 

Um beijo

Cátia Menezes

 

Como tirar mancha de amoeba

Como tirar mancha de amoeba

noticia_capa_4399_9ace799b18ca12c4581e1d895ff7ff16_g

Amoeba: as crianças adoram e as mães ficam desesperadas quando veem que ela grudou em algum lugar que não devia.

Mas eu te trouxe a solução para este problema. Confira o passo a passo de como remover mancha de amoeba de tecidos, tapetes, estofados, colchão etc.

Ingredientes:

  • Sabão líquido de sua preferência, suficiente pra cobrir a mancha (na falta use detergente lava louça)
  • Escovinha
  • Água quente

Modo de fazer:

  1. Remova o excesso de amoeba com espátula ou escovinha
  2. Cubra toda a mancha com sabão líquido, esfregue com escovinha
  3. Aplique água quente com um pano 
  4. Deixe de molho por uns 20 minutos, esfregue
  5. Enxague
  6. Seque com secador de cabelos

Temperatura da água:

A água quente ajuda remover, facilitando o trabalho. Caso seu tecido não possa ser lavado em água quente, deixe de molho por mais tempo. Não tem milagre, tem que esfregar, mas solta com facilidade .

Viram como é fácil e funciona?

Um beijo

Cátia Menezes

Bolo de banana de frigideira

Bolo de banana de frigideira

Banana-Calorias-e-Informaçoes-Nutricionais-e1519161666998-364x205

 

Ingredientes

1 banana prata ou nanica madura amassada
1 ovo batido
2 colheres de sopa de farinha de aveia
1 colher de café de óleo de coco
1 colher de café de canela
1 colher de sobremesa de uvas passas
2 colheres de café de fermento químico

 Modo de fazer

Misture os ingredientes nessa ordem e mexa até que forme uma massa homogênea. Unte uma frigideira pequena com óleo de coco e despeje a massa. Tampe e deixe assar em fogo baixo. Se necessário, coloque uma grelha sobre a outra para não queimar o fundo.
Após assar de um lado, vire e espere assar do outro.


Ele é simplesmente delicioso!

Um beijo

Cátia Menezes